Posted on

Email Marketing B2B utilizando uma base de dados

Sem bases de dados não haveria email marketing. Este é já um ponto assente. O que parece não ser ainda um ponto assente é o facto de as bases de dados de empresas serem uma mais valia na hora de afinar uma estratégia de marketing B2B.

Existem já vários dados que mostram que o email marketing é das ferramentas que mais traz benefícios para uma empresa, principalmente se esta for de encontro a outras empresas. O B2B é um universo que faz sentido em apostar – dependendo do nicho da empresa, claro.

Contudo, uma estratégia de email marketing para consumidores únicos não é – nem pode ser – igual para empresas. Um consumidor único pode ser motivado a fazer uma compra através da emoção e pode, inclusivamente, fazer uma chamada “compra por impulso”. Com as empresas, tal já não acontece. Com orçamentos e timings mais apertados e contados ao milímetro, as empresas ponderam todas as opções antes de fazer uma dada compra ou antes de decidir usufruir de um serviço.

Por esta última razão, na estratégia aplicada, é importante criar uma relação que se baseie na lógica e não na emoção. Há que perceber qual a razão ou a necessidade que leva uma dada empresa a fazer uma compra ou a procurar um serviço.

Para aplicar uma estratégia de email marketing B2B há que gerar conteúdo com base em factores como o tempo, o dinheiro e os recursos que uma empresa esteja disposta a gastar pelo produto ou serviço que se está a promover.

Os benefícios são reais quando se fala em email marketing para empresas pelo simples facto de as empresas estarem ligadas ao email de forma constante. Muitos dos colaboradores têm o email da empresa no smartphone, o que lhes permite tratar de negócios mesmo não estando na empresa. E essa é uma vantagem do email marketing. Se o email que se enviar for apelativo, esse irá ser aberto (quase) garantidamente.

Campanhas de email marketing podem ter resultados bastante positivos com baixos custos

Estratégia de email marketing B2B

  • Listas de email

Esta é uma das formas de trabalhar uma base de dados para email marketing. Ao definir listas de contactos consoante o objectivo da campanha é possível direcionar um dado e-mail para uma audiência específica. Quando esta segmentação é “spot-on”, a campanha tem muito mais probabilidade de resultar e de converter.

  • Segmentação

E por falar em segmentação… Este é um dos pontos mais valiosos seja para que meio se utilize para divulgar uma dada informação ou campanha.  Ao definir um público-alvo específico para uma dada campanha, torna-se possível chegar a pessoas – e empresas, neste caso – que poderão facilmente converter-se em novos clientes. Mas não só. Através da segmentação é possível apontar uma ação de marketing para pessoas ou empresas que já são regulares e com os quais se quer continuar a relacionar.

É através da segmentação que ações de marketing podem ter mais resultados positivos com menores custos.

 

  • Manter uma conversa

Numa era com cada vez mais publicidade online, e na qual se inclui o email marketing, a personalização de um serviço torna-se imperativa para que um dado cliente se sinta próximo da empresa. É neste ponto que se torna importante manter uma conversa com uma pessoa ou empresa que comprou o produto ou usufruiu de o serviço em questão.

Não se trata de manter uma conversa sem qualquer tipo de utilidade apenas para manter contacto com aquela pessoa ou empresa. Trata-se de se mostrar interessado e agradecido pelo facto de aquele cliente ter efectuado uma compra, subscrito a newsletter, entre outros. Acima de tudo, é mostrar ao cliente que ele importa e que a opinião dele acerca daquele produto ou serviço importa de igual forma.

 

  • Cuidar a base de dados

Cuidar da relação que se têm com clientes é tão ou mais importante que criá-la. Isto é, é importante cativar novos clientes, mas mantê-los e fazer deles clientes regulares é igualmente relevante. Estas campanhas de email marketing com o objectivo de cuidar da base de dados podem aparecer em várias formas e a maior parte das pessoas já se deparou com um e-mail do género na sua caixa. Desde e-mails apenas a agradecer a promoções exclusivas a subscritores ou até a providenciar informações detalhadas de como usufruir de um produto ou serviço a 100%.

São estas campanhas que fazem com que clientes mais antigos – e novos – se mantenha fiéis à empresa a quem compraram um produto ou serviço.

Posted on

A importância de comprar uma base de dados

Construir e trabalhar uma base de dados só traz vantagens na hora de atrair novos clientes e de fidelizar outros. Contudo, este processo é muito moroso, principalmente numa fase inicial. É para evitar esse mesmo processo que comprar uma base de dados se torna mais importante.

Nos dias de hoje dificilmente se encontram empresas que não trabalham com base de dados. Podem não passar de documentos Excell, mas são estes mesmos documentos que dão às empresas todos os pormenores necessários para se fazer uma segmentação, no mínimo, brilhante. Assim, é possível construir estratégias de comunicação e de publicidade muito mais eficientes e com muito melhores resultados a longo ou curto prazo. Tudo dependerá do objectivo que se delinear para o uso da base de dados.

Uma base de dados bem trabalhada acaba por gerar mais leads, fidelizar clientes e gerar mais vendas. Basta que se aproveite cada pormenor de informação que a base de dados tem para oferecer.

Se se acha que construir uma base de dados é essencial para que o negócio arranque, porque não comprar uma já organizada? Existem algumas vantagens que podem não ser tão perceptíveis quando se pensa em comprar uma base de dados. São essas mesmas vantagens que veremos neste artigo.

 

Porque é importante comprar uma base de dados?

 

1 – Apresentar algo novo

Numa altura em que os consumidores se desgastam mais e mais por ver publicidade de uma dada empresa, apresentar um serviço/ produto de uma marca que eles não conhecem pode ser uma verdadeira lufada de ar fresco.

Se se falar de e-mail marketing, por exemplo, a taxa de abertura poderá aumentar visto que se toca no factor “curiosidade”. A curiosidade de um consumidor pode traduzir-se em conhecimento de marca e, consequentemente, tranformá-lo num potencial cliente.

 

2 – Tempo é dinheiro

Construir, organizar e trabalhar um destes bancos leva muito tempo. São longos meses de trabalho de angariação de informação – que pode rapidamente tornar-se obsoleta.  Uma das maiores vantagens de comprar uma base de dados é saltar os dois primeiros passos mencionados acima.

Assim, o tempo investido na base de dados será o tempo de a segmentar e de criar uma estratégia para esses segmentos. O custo e o tempo despendido em construí-la e organizá-la serão desviados e aproveitados para se dedicar a outras fases importantes da estratégia.

 

3 – Lista de dados actualizados

Dados pessoais têm prazo de validade. Alguém pode mudar de casa, eliminar o e-mail ou trocar de número de telefone. Actualmente, a informação que um consumidor deixa pode nem sequer corresponder à verdade e, por isso, limpar a base de dados torna-se essencial.

Ao comprar uma base de dados limpa, sem informação desactualizada ou errada, reduzindo, assim, as hipóteses de poucas pessoas verem um certo tipo de publicidade.

 

4 – Gerar lucro apesar dos custos

O custo de uma base de dados torna-se irrelevante quando se começa a aperceber das vantagens e do lucro que esta lhe pode trazer. Com uma boa segmentação e uma estratégia de contacto certa, será possível reaver o investimento que foi feito em pouco tempo.

Comprar uma base de dados traz mais vantagens do que faz parecer à primeira vista. O esforço que seria aplicado na construção e, posteriormente, em atualizar todas as informações desse banco de dados poderá ser aplicado para chegar mais rápida e eficazmente ao objectivo final.

Posted on

Porque é que é lucrativo utilizar bases de dados de empresas?

4

Sejam pequenas, médias ou grandes empresas, são muitas as que ainda negligenciam uma das peças essenciais para o sucesso: os dados. Ter dados organizados é essencial para conseguir segmentar a comunicação (interna e externa) de uma empresa.

Não ter uma base de dados é uma das razões que bloqueiam o avanço e desenvolvimento de uma empresa. Uma base de dados de qualidade não se faz somente com os dados já existentes de clientes, parceiros ou conhecidos.

É também essencial saber utilizar bases de dados de empresas, que tenham logo um conjunto de dados e informações empresariais essenciais para o seu negócio.

Porque é que é lucrativo utilizar bases de dados de empresas para desenvolver um negócio?

Ter contactos diretos e organizados de empresas permite que tenha uma visão 360° dos seus concorrentes e possíveis parceiros de negócios.

Desde a contabilidade ao serviço pós-venda, passando claro pela venda e pelo marketing, utilizar bases de dados de empresas permite que conheça a estrutura e funcionamento dos seus concorrentes e parceiros, tornando possível um contacto direto e bem segmentado de tudo o que faz com eles.

Ter uma base de dados é a melhor forma disponível no mercado de ter os dados de todos os seus clientes, interessados, parceiros e concorrentes de um modo:

  • centralizado;

  • estruturado;

  • segmentado;

  • acessível;

  • editável;

  • seguro.

Acabe com a perda de dados escritos em papéis ou documentos e centralize todas as informações numa base de dados otimizada para o seu negócio!