Posted on

Porquê uma base de dados em Portugal?

Uma base de dados é uma ferramenta que permite com que clientes possam criar estratégias focadas no seu tipo de consumidores. As bases de dados oferecem detalhes pormenorizados de consumidores (quer sejam consumidores finais ou empresas) que permitem com que haja uma segmentação definida tanto na localização, como idade, sexo, hábitos de compras, contactos ou até regularidade de compra. Com esta informação, as empresas conseguem criar estratégias de marketing e vendas aumentando assim as suas receitas e potencialmente a fidelidade dos seus clientes.

O consumo, é um mundo de rápida mudança, que requer um foco personalizado das empresas. Ao conhecer melhor os seus clientes as empresas conseguem dedicar-se aos mesmos de forma rápida e eficaz.

Estas bases de dados são tão importantes para empresas já estabelecidas no mercado como nas startups que estão ainda a tentar compreender melhor os seus clientes. Isto deve-se ao facto de estas bases de dados oferecerem uma informação completa que pode ser usada em diferentes ramos de negócio bem como em diferentes situações. Ao obter estas bases de dados, poderá então construir a sua estratégia que melhor se adequa a si e ao seu negócio. A vantagem é que estas bases de dados são completas e intemporais, pelo que o seu uso pode ser tanto constante como ocasional.

O uso constante das bases de dados permite também com que haja uma atualização regular das mesmas, adicionando assim as informações que precisa para a criação de fidelidade e sucesso.

Porquê Portugal?

Portugal é um país que tem tido um crescimento exponencial do número de empresas nos últimos anos. No primeiro semestre de 2018, Portugal bateu o recorde com um crescimento no número de empresas criadas de 14%, comparativamente com o ano passado.

As regiões que têm tido um maior investimento por parte da população continua a ser a região da Grande Lisboa, o Norte e o Algarve. Em Lisboa hoove um crescimento de 22%, no Norte um crescimento de 12% e no Algarve um crescimento de 12%, comparativamente com o mesmo período de 2017.

Este crescimento tem vindo a ser verificado desde o início de 2008, que apesar da crise vivida, houve um aumento na criação de novas empresas (49 mil empresas) em todo o país e ilhas.

É visível um maior investimento na área do turismo com mais de dois terços do crescimento no entanto, áreas como o comércio (5%), reparação de veículos (5%), hotelaria e restauração (11%), atividades de consultoria (13%) e empresas ligadas ao imobiliário (38%) também tiveram um crescimento bastante significativo.

Estas análises mostram como Portugal está a recuperar a sua competitividade em relação com o mercado estrangeiro, oferecendo assim uma maior capacidade de crescimento e de sucesso das empresas já existentes.

Impacto na comunicação

Visto existir um crescimento tão acentuado no mundo dos negócios, é possível afirmar que existe uma maior capacidade de investimento e de crescimento das mesmas.

Com um contínuo crescimento no número de empresas a serem criadas a cada semestre, tem assim um maior número de clientes que possibilitam uma maior comunicação com as mesmas. As diferentes áreas de negócio que estão a receber o impacto do investimento, também permitem com que crie novas estratégias de negocio e de comunicação de forma a possibilitar uma maior retenção de novos clientes.

A expectativa é que os números continuem a crescer nos próximos anos, contendo assim uma possibilidade de crescimento da sua base de dados em todo Portugal continental e ilhas. Estas expectativas dão-lhe também uma possibilidade de analisar detalhadamente o seu crescimento tanto a nível de produtos como serviços, podendo estes serem adaptados face ao que o mercado oferece.