Posted on

Email Marketing B2B utilizando uma base de dados

Sem bases de dados não haveria email marketing. Este é já um ponto assente. O que parece não ser ainda um ponto assente é o facto de as bases de dados de empresas serem uma mais valia na hora de afinar uma estratégia de marketing B2B.

Existem já vários dados que mostram que o email marketing é das ferramentas que mais traz benefícios para uma empresa, principalmente se esta for de encontro a outras empresas. O B2B é um universo que faz sentido em apostar – dependendo do nicho da empresa, claro.

Contudo, uma estratégia de email marketing para consumidores únicos não é – nem pode ser – igual para empresas. Um consumidor único pode ser motivado a fazer uma compra através da emoção e pode, inclusivamente, fazer uma chamada “compra por impulso”. Com as empresas, tal já não acontece. Com orçamentos e timings mais apertados e contados ao milímetro, as empresas ponderam todas as opções antes de fazer uma dada compra ou antes de decidir usufruir de um serviço.

Por esta última razão, na estratégia aplicada, é importante criar uma relação que se baseie na lógica e não na emoção. Há que perceber qual a razão ou a necessidade que leva uma dada empresa a fazer uma compra ou a procurar um serviço.

Para aplicar uma estratégia de email marketing B2B há que gerar conteúdo com base em factores como o tempo, o dinheiro e os recursos que uma empresa esteja disposta a gastar pelo produto ou serviço que se está a promover.

Os benefícios são reais quando se fala em email marketing para empresas pelo simples facto de as empresas estarem ligadas ao email de forma constante. Muitos dos colaboradores têm o email da empresa no smartphone, o que lhes permite tratar de negócios mesmo não estando na empresa. E essa é uma vantagem do email marketing. Se o email que se enviar for apelativo, esse irá ser aberto (quase) garantidamente.

Campanhas de email marketing podem ter resultados bastante positivos com baixos custos

Estratégia de email marketing B2B

  • Listas de email

Esta é uma das formas de trabalhar uma base de dados para email marketing. Ao definir listas de contactos consoante o objectivo da campanha é possível direcionar um dado e-mail para uma audiência específica. Quando esta segmentação é “spot-on”, a campanha tem muito mais probabilidade de resultar e de converter.

  • Segmentação

E por falar em segmentação… Este é um dos pontos mais valiosos seja para que meio se utilize para divulgar uma dada informação ou campanha.  Ao definir um público-alvo específico para uma dada campanha, torna-se possível chegar a pessoas – e empresas, neste caso – que poderão facilmente converter-se em novos clientes. Mas não só. Através da segmentação é possível apontar uma ação de marketing para pessoas ou empresas que já são regulares e com os quais se quer continuar a relacionar.

É através da segmentação que ações de marketing podem ter mais resultados positivos com menores custos.

 

  • Manter uma conversa

Numa era com cada vez mais publicidade online, e na qual se inclui o email marketing, a personalização de um serviço torna-se imperativa para que um dado cliente se sinta próximo da empresa. É neste ponto que se torna importante manter uma conversa com uma pessoa ou empresa que comprou o produto ou usufruiu de o serviço em questão.

Não se trata de manter uma conversa sem qualquer tipo de utilidade apenas para manter contacto com aquela pessoa ou empresa. Trata-se de se mostrar interessado e agradecido pelo facto de aquele cliente ter efectuado uma compra, subscrito a newsletter, entre outros. Acima de tudo, é mostrar ao cliente que ele importa e que a opinião dele acerca daquele produto ou serviço importa de igual forma.

 

  • Cuidar a base de dados

Cuidar da relação que se têm com clientes é tão ou mais importante que criá-la. Isto é, é importante cativar novos clientes, mas mantê-los e fazer deles clientes regulares é igualmente relevante. Estas campanhas de email marketing com o objectivo de cuidar da base de dados podem aparecer em várias formas e a maior parte das pessoas já se deparou com um e-mail do género na sua caixa. Desde e-mails apenas a agradecer a promoções exclusivas a subscritores ou até a providenciar informações detalhadas de como usufruir de um produto ou serviço a 100%.

São estas campanhas que fazem com que clientes mais antigos – e novos – se mantenha fiéis à empresa a quem compraram um produto ou serviço.